Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Com votos contrários de Onyx e membros do Rio Grande do Sul, DEM aprova fusão com PSL
Foto: Reprodução Youtube

A executiva nacional do Democratas aprovou a fusão com o PSL durante convenção do partido nesta quarta-feira (6), em Brasília. Os únicos votos contrários foram do ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzzoni e dos convencionais do Rio Grande do Sul.

 

Onyx criticou o fato de que o estatuto do novo partido não permite que membros com mandato tenham voto. Segundo ele, só terão esse direito quem fizer parte da executiva nacional.

 

“Nenhum partido brasileiro jamais teve isso na história do Brasil. No PSL e no PFL/DEM todos tem direito a vez e voto. A única coisa que estou pedindo é que reflita se está correto tirar o voto daquele que é reconhecido por ter voz", argumentou.

 

A união entre as siglas vai dar origem ao União Brasil, que deve ter a maior bancada da Câmara Federal com 82 deputados.

 

O ex-prefeito de Salvador e ACM Neto, que atualmente ocupa a presidência nacional do Democratas, deve assumir a secretaria-geral do novo partido. O presidente do PSL Luciano Bivar, deve manter o cargo no União Brasil.

Histórico de Conteúdo