Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Citado por Bolsonaro como destino, PL da Bahia não acredita em terceira via com João Roma
Foto: Paulo Victor Nadal / Bahia Notícias

Citado como eventual possibilidade de abrigar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na disputa eleitoral de 2022, o PL da Bahia se mostrou favorável à chegada do presidente à legenda, apesar de não acreditar na "terceira via" na disputa ao governo do estado. O presidente do partido, José Carlos Araújo, apontou o nome do presidente na Bahia, o ministro da Cidadania, João Roma, ainda "não vingou". 

 

"Ter um presidente da República no partido, como um candidato, é bom. Agora depende como será a conversa com o presidente nacional. Mas é bom ter o nome. Roma é trabalhador, conheço, mas é uma candidatura que não vingou, temos que conversar com coisas que estão postas. Lá na frente, quem sabe, mas hoje, o que temos posto é o bloco de Neto. Temos que aguardar se vai acontecer a terceira via. Não acredito muito", comentou ao Bahia Notícias. 

 

Liderado por Waldemar da Costa Neto, o PL tem ganhado força para receber Bolsonaro, já que, outro partido concorrente já não deve ter a chegada do presidente. O ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, tem dado indicativos de que o PP não pretende mais filiar o presidente Jair Bolsonaro (relembre aqui). Mesmo assim, o ministro da Cidadania, João Roma, afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não pode ficar “desprovido de palanque” na Bahia (veja mais).

 

O apoio do PL deve de fato ficar com o ex-prefeito ACM Neto (DEM). Com a possibilidade da candidatura de Neto, o partido chegou a se movimentar para atrair alguns nomes, pensando em uma vaga na majoritária, chegando a conversar com o deputado federal Elmar Nascimento (reveja aqui), sem sucesso. 

 

"Eu posso dizer, no bloco do governador [Rui Costa] o PL não estará. Por razões que todos conhecem, houve uma cisão entre o PL e o governador. Com as candidaturas postas, estamos conversando muito do ACM Neto, um homem sério e trabalhador. Estamos conversando muito com ele", pontuou. 

Histórico de Conteúdo