Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Leão garante construção da ponte Salvador-Itaparica mesmo com crise no mercado chinês
Foto: Divulgação / GOV-BA

O vice-governador João Leão (PP) garantiu que a crise no mercado chinês não vai afetar a construção da ponte Salvador-Itaparica. “Não tem nada a ver (a crise do mercado chinês e da Evergrande) com as duas empresas que estão aqui (na Bahia). Absolutamente nada. Isso não tem nada a ver. Aqui nós já começamos (a ponte). Começamos com a sondagem da ponte”, disse Leão, em entrevista para o jornal Tribuna da Bahia.

 

No início da semana, a Evergrande, gigante do setor imobiliário chinês, assustou a bolsa de valores no mundo inteiro, quando admitiu a possibilidade de dar calote em parte de sua dívida bilionária, que passa de US$ 300 bilhões.

 

A ponte será erguida por um consórcio chinês formado pela CR20 (China Railway 20 Bureau Group Corporation) e pela CCCC (China Communications Construction).  As empresas têm quatro anos para entregar o equipamento. Orçada em R$ 5,3 bilhões, a ponte terá recurso de R$ 3,8 bilhões dos empresários, já o governo baiano injetará R$ 1,5 bilhão.

 

Para o jornal, Leão também disse que espera liberação das licenças por parte da Prefeitura de Salvador para o início da obra, que está previsto para ocorrer entre final de novembro e início de dezembro.

 

“Nós precisamos agora das autorizações da prefeitura de Salvador, que nós já demos entrada. A própria empresa deu entrada”, disse João Leão.

Histórico de Conteúdo