Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

ACM Neto diz que fusão DEM-PSL busca formar 'o maior partido do Brasil'
Foto: Betto Jr./ Divulgação

A intenção da fusão entre o Democratas e PSL é formar “o maior partido do Brasil”, segundo o ex-prefeito de Salvador e presidente do DEM, ACM Neto. A união entre as duas siglas está em processo adiantado e deve ser anunciado em outubro.

 

“Estamos nesse processo de análise da fusão dos dois partidos com o objetivo de criar um novo partido, que seria o maior partido do país. E que permita ter um projeto forte e vitorioso no Brasil no próximo ano. E, claro, que, caso isso dê certo, ele também já nasce com todo peso político na Bahia para ser o principal partido do estado. Esse é o nosso objetivo: ter o maior partido do Brasil e o maior partido da Bahia”, declarou Neto, em entrevista para o jornal Tribuna da Bahia.

 

Se for mesmo confirmada, a fusão formará a maior bancada do Congresso Nacional, com 81 deputados federais e sete representantes no Senado. Na Bahia, o novo partido terá seis deputados federais, e ficará atrás apenas do PT, que tem sete. A nova sigla teria mais integrantes baianos na Câmara dos Deputados do que o PP e o PSD, que têm quatro e seis parlamentares, respectivamente.

 

Na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), a nova legenda pode passar a ter sete parlamentares. Porém, os deputados bolsonaristas Talita Oliveira e Capitão Alden, ambos do PSL, devem deixar a nova sigla para se filiar à agremiação do presidente Jair Bolsonaro, que ainda não definiu o seu destino partidário.

Histórico de Conteúdo