Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Ministro do STF dá 10 dias para IBGE informar verba necessária para realização do Censo 2022
Foto: Divulgação

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) deu o prazo de 10 dias para que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informe o valor necessário para a realização do Censo de 2022. O despacho foi assinado nesta quarta-feira (22).

 

A realização da pesquisa voltou a ser discutida no STF após o estado do Maranhão afirmar que o Governo Federal reservou R$ 2 bilhões do orçamento para garantir o Censo no ano que vem, mas o IBGE afirmou que seriam necessários, pelo menos, R$ 2,292 bilhões.

 

Em resposta na segunda-feira (20), a Advocacia Geral da União (AGU) negou que os recursos destinos pelo governo Jair Bolsonaro (sem partido) sejam insuficientes para a pesquisa. Em parecer, a AGU disse que adotou diversas medidas para garantir o Censo 2022, incluindo a edição de portarias para verbas suplementares e a inclusão da previsão da pesquisa na PLOA (Projeto de Lei Orçamentária Anual) de 2022.

 

Em maio deste ano, o STF determinou que o governo deveria garantir recursos suficiente para realizar o censo no ano que vem. A falta de verba levou ao segundo adiamento da pesquisa, inicialmente prevista para 2020. Realizado a cada 10 anos, o censo também não pôde ser feito no ano passado por conta da pandemia.

Histórico de Conteúdo