Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Decreto que libera aulas semipresenciais na Bahia inclui universidades e rede particular
Foto: ADUNEB

Universidades, faculdades e unidades de ensino da rede particular nos 417 municípios baianos poderão iniciar atividades semipresenciais a partir de 26 de julho. A informação foi confirmada pelo governador Rui Costa (PT), na noite desta terça-feira (13). Na mesma data também será iniciado o modelo híbrido na rede estadual de ensino. 

 

A autorização, no entanto, estabelece critérios como a garantia do cumprimento de protocolos de combate à proliferação da Covid-19, como capacidade atividades presenciais limitadas a 50% dos estudantes, disponibilidade de álcool gel, distanciamento, entre outros. 

 

Durante o programa, Rui advertiu que, nestes casos, as unidades escolares e os conselhos universitários possuem autonomia para definir esquemas individuais de rodízio ou decidir pela manutenção de atividades 100% remotas. Permanece proibida a realização de atividades exclusivamente presenciais. Mais detalhes e critérios serão divulgados pelo governo estadual no Diário Oficial do Estado. 

Histórico de Conteúdo