Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

ACM Neto leva projeto eleitoral a campo nesta semana com primeira rodada de viagens
Foto: Max Haack/Ag. Haack/Bahia Notícias

Após adiamento imposto pelo agravamento da pandemia na Bahia, o ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), vai dar início na quinta-feira (20) a viagens pelo estado. A Chapada Diamantina será o primeiro destino do projeto "Pela Bahia - Caminhos para o futuro do nosso estado", que tem entre os objetivos promover encontros para discutir problemas, pensar soluções e encontrar novas potencialidades no estado.

 

A estratégia já pode ser vista como eleitoral. O nome do presidente nacional do DEM é colocado como aspirante ao governo da Bahia em 2022. Mesmo que ACM Neto ainda não se coloque como candidato, ele já reconheceu que não há outro projeto ou desejo em mente que não seja disputar a chefia do Executivo baiano (leia mais aqui).

 

O gestor apresentou o projeto nesta segunda-feira (17), em coletiva virtual. “O propósito principal é mostrar que Bahia pode mais”, disse o ex-prefeito ao destacar que as viagens não se tratam só de reuniões com políticos, mas também de diálogos com o setor produtivo, trabalhadores e empresários.

 

A primeira viagem acontece em 20 e 21 de maio. As cidades visitadas serão Mucugê, Ibicoara, Barra da Estiva, Abaíra e Piatã. A Bahia foi dividida em 15 regiões pela equipe de ACM Neto. “A meta é percorrer as todas regiões do estado. A ideia é que ao fim desse período de um ano, de maio de 2021 a maio de 2022, estarmos percorrendo cidades de pequeno, médio e grande porte. O maior número possível”, disse.

 

O projeto “Pela Bahia” é dividido em três etapas com diferentes focos. A primeira é de compreensão da realidade econômica e social de cada região. O objetivo desta fase é promover uma visão regionalizada. “É um estado onde cada região tem peculiaridade e pensar em soluções futuras é compreender a realidade de cada região. A partir dessa compreensão desenhar um plano. Não há receita única quando se pensa em sustentabilidade econômica em um estado como a Bahia”, comentou.

 

A fase dois do projeto será de construção de diagnóstico socioeconômico. Além da divisão em 15 regiões, o estado será observado por cinco eixos temáticos (econômico, sociocultural, ambiental, tecnológico e político).

 

Por fim, a etapa três será de projeções de futuro e “identificação dos caminhos para promover desenvolvimento econômico mais equilibrado e menos desigual entre as regiões”, conforme explicou ACM Neto.

 

EQUIPE DESFALCADA

A equipe de ACM Neto “perdeu” na sexta-feira passada (14) o assessor Kaio Moraes, que após pedido do prefeito de Salvador, Bruno Reis, assumiu a Secretaria de Articulação Comunitária e Prefeituras-Bairro (lembre aqui).

 

Kaio Moraes está ao lado de ACM Neto desde a época em que o ex-prefeito era deputado federal pela Bahia. As funções dele no projeto “Pela Bahia” foram absorvidas temporariamente pelo ex-deputado estadual Luciano Ribeiro. “Por ora Luciano Ribeiro está acumulando funções, articulação interior, diálogo com prefeitos, que já vinha sendo feito por ele, e continua. Não há prejuízo imediato para nosso trabalho, mas com tempo vamos reforçar nossa equipe”, disse Neto.

 

O ex-prefeito também ressaltou a história e importância de Kaio Moraes no projeto. Mas que, após conversa com o prefeito Bruno Reis, entendeu a necessidade de ter uma figura como o ex-assessor no apoio e suporte na articulação comunitária de Salvador, sob o entendimento de que “a boa gestão da cidade é prioridade”.

Histórico de Conteúdo