Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Terça, 11 de Maio de 2021 - 19:50

Obras da Ponte Salvador-Itaparica devem começar em novembro, estima Rui

por Mauricio Leiro / Matheus Caldas

Obras da Ponte Salvador-Itaparica devem começar em novembro, estima Rui
Foto: Divulgação

O governador da Bahia, Rui Costa, indicou que o início das obras de construção da ponte Salvador-Itaparica está programado para novembro. A informação foi divulgada nesta terça-feira (11) pelo petista, durante o Papo Correria.

 

“Fizemos o primeiro depósito. A obra está programada para novembro. Com boa parte do povo baiano vacinada. Infelizmente na conclusão, não serei governador”, afirmou. 

 

O primeiro depósito de R$ 250 milhões foi realizado em abril pelo governo do estado ao Fundo Garantidor para construção do empreendimento (leia mais aqui).

 

A construção ficará a cargo do consórcio vencedor da licitação realizada em 2020, formado pelas empresas China Communications Construction Company (CCCC Ltd), CCCC South America Regional Company (CCCCSA) e China Railway 20 Bureau Group Corporation (CR20). As obras devem durar quatro anos.

 

A previsão é que sejam gerados aproximadamente oito mil empregos durante a construção do equipamento. Espera-se que o novo equipamento beneficie diretamente 4,4 milhões de pessoas na Região Metropolitana de Salvador (RMS), e indiretamente, mais de 5,4 milhões de baianos em outros 100 municípios do Recôncavo e do Baixo Sul da Bahia.

 

A previsão, de acordo com estudo realizado com base em metodologia do Banco Mundial, é de que os recursos públicos investidos tenham retorno de até 3,6 vezes quando o equipamento estiver em plena operação. Trata-se, de acordo Rui Costa, de um equipamento destinado a “trazer forte impulso à economia de todo o Estado, encurtando distâncias e criando um novo eixo de desenvolvimento a partir de Salvador em direção ao Oeste, o que vai gerar mais renda e mais empregos para os baianos durante e após a etapa de obras”.

Histórico de Conteúdo