Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

'Pejotização' dos médicos na Bahia 'precariza' e 'vilipendia' profissionais, argumenta Sindimed
Foto: Reprodução/Youtube

O Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia (Sindimed-BA) é contra ao processo de “pejotização” dos profissionais. Segundo a entidade, o governo do estado da Bahia tem deixado de contratar médicos via CLT e por meio de realização de concurso público, e tem adotado estratégia de contratação por vínculo Pessoa Jurídica (PJ). A categoria reivindica que esta modalidade precariza as relações trabalhistas e tira direitos dos médicos.

 

“A classe médica do estado da Bahia quer saber por que o governo da Bahia trata tão mal nossa classe?”, questionou a presidente do Sindimed, Ana Rita Peixoto, nesta quarta-feira (14), em entrevista ao programa Bahia Notícias no Ar, da rádio Salvador FM 92,3.

 

A categoria vai realizar uma assembleia nesta quarta para discutir o tema. A pauta e as reivindicações do Sindimed são apoiadas por outras duas entidades: o Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb) e a Associação Bahiana de Medicina (ABM).

 

Segundo Ana Rita Peixoto, a Bahia está longe do limite prudencial de comprometimento do orçamento e ainda assim não tem feito concursos para médicos.

Histórico de Conteúdo