Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Segunda, 29 de Março de 2021 - 10:00

Grupo protesta na Barra contra operação da PM que acabou com policial morto

por Bruno Luiz / Jade Coelho

Grupo protesta na Barra contra operação da PM que acabou com policial morto
Foto: Bruno Luiz/ Bahia Notícias

Um grupo de pessoas se reuniu na Barra, em Salvador, na manhã desta segunda-feira (29), em um protesto contra a atuação da Polícia Militar da Bahia no caso do policial Wesley Góes. Ele foi baleado e morto por PMs após atirar contra negociadores um "surto psicológico" (veja mais aqui e aqui) no domingo (28).

 

O comerciante Carlos Bastos encenou a morte de Wesley como forma de protesto. Com uma roupa preta, colete, coturno e um uma arma, ele se pintou de verde e amarelo e ficou deitado no chão da ao lado das bandeiras do Brasil e da Bahia. 

 

O manifestante disse ter amigos na Polícia Militar e Civil, e acompanha a exaustão dos agentes. "Vejo eles trabalhando exaustamente, e vejo eles enxugando gelo como todo mundo sabe, prende hoje, amanha o bandido ta solto", disse.

 

Durante a manifestação, um policial militar chegou ao local com uma mordaça na boca, em seguida ele tirou o colete e a parte de cima da farda.

Histórico de Conteúdo