Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Prefeitura pode suspender transporte público se feriados forem antecipados em Salvador
Gestão estuda medida para reduzir circulação de pessoas | Foto: Secom-PMS

A prefeitura de Salvador cogita suspender ou reduzir a frota do transporte público, caso resolva antecipar feriados na próxima semana para tentar diminuir os índices de contaminação pelo novo coronavírus na capital.

 

Segundo o prefeito Bruno Reis, a medida seria uma forma de reduzir a circulação de pessoas pela cidade, o que evitaria que as pessoas usassem o "feriado antecipado" para fazer reuniões ou lazer. No âmbito estadual, o governador Rui Costa já anunciou que o transporte intermunicipal estará suspenso na Semana Santa, com os mesmos objetivos.

 

"Só vale a pena antecipar feriados se houver condição de buscar um isolamento social maior, com objetivo de acelerar a queda para permitir a retomada das atividades econômicas. Para isso, é necessário a suspensão do transporte intermunicipal, que já foi feita, e a gente avaliaria a suspensão do transporte municipal ou a redução da frota apenas para serviços essenciais", afirmou Bruno durante agenda oficial na manhã desta quinta-feira (25). Ainda de acordo com o gestor, medidas do tipo evitariam que a antecipação tivesse um efeito reverso ao desejado, provocando o aumento da contaminação.

 

O prefeito deve anunciar até esta sexta (26) se vai ocorrer a antecipação de quatro feriados, a partir da próxima segunda (29). Caso a iniciativa seja autorizada, a cidade teria uma semana inteira sem dias úteis, já que estes emendariam com o feriadão da Semana Santa, que começa no dia 2 de abril, uma sexta. 

 

"Vamos discutir ainda hoje com os prefeitos da Região Metropolitana e com o governo e, se não der para anunciar ainda hoje, vamos anunciar amanhã. Nosso objetivo é tentar ver se, diante dos números, será necessário apertar um pouco nas medidas de isolamento mais essa semana, com a antecipação de feriados, e aí retomar as atividades econômicas no dia 5 e anunciar como será essa retomada", explicou. 

Histórico de Conteúdo