Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Emprego e Renda será pasta separada, e Cogel vira secretaria na gestão de Bruno Reis
Foto: Bahia Notícias

O prefeito eleito de Salvador, Bruno Reis (DEM), detalhou nesta sexta-feira (11) quais mudanças na gestão estão propostas no projeto de minirreforma administrativa que será enviado pela prefeitura à Câmara Municipal de Salvador (CMS). As alterações serão válidas para o mandato dele, que se inicia em 1º de janeiro.

 

As mudanças incluem a criação de uma secretaria específica para políticas de emprego e renda e a conversão da Companhia de Governança Eletrônica de Salvador (Cogel), atualmente uma autarquia, em uma pasta de tecnologia e inovação.

 

“Como a pandemia agravou a questão do emprego e da renda, vamos criar a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda. Trabalhar na geração de emprego e renda foi uma promessa minha de campanha. E, a partir da transformação da Cogel, vamos criar a Secretaria de Tecnologia e Inovação”, anunciou Bruno em entrevista ao Jornal da Manhã, da TV Bahia.

 

O futuro prefeito salientou que a minirreforma não vai criar novos cargos e nem gerar despesa. O projeto será encaminhado à CMS ainda nesta sexta, segundo ele.

 

Questionado sobre quem estará na sua equipe de secretários, Bruno não divulgou nomes, mas disse que a ideia é anunciar a composição do secretariado entre o Natal e o Réveillon. “Tem pessoas que vão ficar nas suas posições. Tem outras que serão remanejadas para outras posições porque podem colaborar com a gestão de outras formas e teremos nomes novos”, declarou.

Histórico de Conteúdo