Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Crivella diz que Doria é 'vagabundo' e é homofóbico ao chamá-lo de 'viado'; veja
Foto: Bruno Rocha / FotoArena

O prefeito e candidato à reeleição no Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), proferiu uma série de xingamentos contra o governador de São Paulo, João Doria (PSDB). Durante uma reunião com filiados de seu partido, ele disse que o tucano era "vagabundo", entre outros adjetivos.

 

"Eu entrei na Justiça contra esses vagabundos. Tinha dinheiro pra pagar aos funcionários, eles pegaram e pagaram fornecedor, que tinha que pagar dia 10 de dezembro. E faltou dinheiro. Todas essas OSs (inaudível)... Sabe de quem é essa OS de São Paulo? É do Doria. Viado! Vagabundo!", afirmou, aos berros, usando expressões homofóbicas e sendo aplaudido pela plateia. 

 

 

De acordo com o jornal O Globo, os ataques foram feitos em reunião ocorrida nessa quarta-feira (18), depois que uma espectadora criticou as organizações sociais (OSs) que atuam na área da Saúde. Já o vídeo foi compartilhado pelo presidente do Império Serrano, Sandro Avelar, no Facebook. Ele apoia o ex-prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM), na disputa em segundo turno contra Crivella.

 

Diante dos xingamentos do vídeo, a publicação fez questão de lembrar que, durante o primeiro turno, o prefeito foi questionado sobre a atuação dos "guardiões do Crivella", grupo de apoiadores que hostilizava jornalistas na porta de hospitais municipais. Ele disse que não costumava xingar.

 

"Peço que encontre uma vez que eu tenha xingado, criticado alguém. Os políticos têm momentos em que perdem a paciência, que se ofendem, que brigam, berram, chamam de ladrão, vagabundo, safado... Eu nunca fiz isso", se defendeu à época, com um discurso diferente do que mostrou ao atacar Doria.

Histórico de Conteúdo