Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Apagão no Amapá enterra privatização da Eletrobras, dizem aliados de Alcolumbre
Foto: Rudja Santos/ Amazônia Real

Na avaliação de aliados do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), o apagão no Amapá enterra os planos de privatização da Eletrobras. A falta de luz no estado, que já dura oito dias, foi provocada por uma falha no equipamento da empresa espanhola Isolux, que tem uma concessão na transmissão de energia no local (saiba mais aqui).

 

Segundo a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, Alcolumbre já tinha resistência ao tema e achava que não havia votos suficientes no Senado para adotar a iniciativa. Mas, agora, seus aliados acreditam que se tornou um feito impossível. No domingo (8), o presidente da Casa divulgou uma nota em defesa da cassação da concessão da Isolux pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e a assunção da transmissão pela Eletrobras. 

 

Em meio a isso, o ministro da Economia, Paulo Guedes, tem entre seus planos a privatização da estatal, o que, inclusive, está em estudo desde o governo do ex-presidente Michel Temer (MDB).

Histórico de Conteúdo