Casal é condenado por matar três filhos recém-nascidos no interior do Paraná
Foto: Reprodução / Pixabay

Um casal foi condenado pelo Tribunal do Júri de Salto do Lontra, no sudoeste do Paraná, por matar três filhos recém-nascidos. Os crimes aconteceram em 2010, 2013 e 2016.

 

A mãe foi condenada a 63 anos e 8 meses de reclusão, e o pai a 48 anos e 4 meses de reclusão. Ele foi absolvido do 1º homicídio. O casal está preso desde quinta-feira (15) e pode recorrer da decisão, de acordo com o G1.

 

De acordo com a denúncia do Ministério Público do Paraná (MP-PR), a mulher foi acusada de executar materialmente os crimes; enquanto a acusação do pai foi de instigar, ajustar e determinar a prática criminosa. Os dois não desejavam ter mais filhos, segundo a denúncia. Antes das três crianças assassinadas, conforme o MP-PR, o casal teve outros cinco filhos.

 

A resultado do Tribunal do Júri foi divulgado pelo MP-PR na sexta (16), a sentença havia sido proferida na quarta-feira (14). A denúncia apontou que a mulher escondia as gestações, era negligente com o pré-natal e matava as crianças com a ajuda do pai delas.

 

O MP-PR apresentou a denúncia contra o casal em janeiro de 2017. Depois disso, se mudaram para outra cidade e em dezembro de 2018, de acordo com o MP-PR, eles tiveram outro filho. Então, a pedido do MP-PR , extinto o poder familiar dos pais biológicos, e a criança foi encaminhada para uma família substituta.

Histórico de Conteúdo