Segunda, 21 de Setembro de 2020 - 11:20

Coronel pede Carnaval 2021 em fevereiro e critica falta de planejamento para evento

por Lucas Arraz

Coronel pede Carnaval 2021 em fevereiro e critica falta de planejamento para evento
Foto: Gilmar Castro / Ag. Haack / Bahia Notícias

Coordenador da campanha de Isidório (Avante) à prefeitura de Salvador, o senador Angelo Coronel (PSD) defendeu, nesta segunda-feira (21), o planejamento do Carnaval de Salvador em fevereiro de 2021. O parlamentar criticou o plano do prefeito ACM Neto (DEM) de anunciar o futuro da festa apenas em novembro. "Caso a população não esteja imunizada, será analisado. Não podemos é ficar sem planejamento. Sem fé que a pandemia permanecerá", disse.

 

“Não podemos deixar o trade turístico, artístico e de eventos passando necessidade. Não podemos ficar de braços cruzados esperando a pandemia. Temos que agir”, falou Coronel, que ainda estimou uma queda do número de casos ativos de Covid-19 durante o próximo verão. 

 

Para o senador, mais gestores concordam com a realização do Carnaval em fevereiro, mas têm receio de admitir publicamente. 

 

“É muito cômodo ficar de braços cruzados. Têm pessoas que ficam acomodadas querendo o Carnaval na data oficial, mas ficam com medo de externar o que tem vontade de fazer com medo de críticas da opinião pública”, opinou. “Estamos preocupados com as pessoas que dependem dessa festa, que gera receita para a cidade”, completou o senador. 

 

O prefeito ACM Neto descartou realizar a festa sem uma vacina eficiente contra o coronavírus e disse que irá tomar a decisão sobre o futuro do Carnaval ainda na sua gestão. Neto trabalha com a possibilidade de empurrar o Carnaval para julho ou novembro de 2021 (lembre aqui).

 

A Bahia teve 1.093 novos casos e 44 óbitos por Covid-19 nas últimas 24 horas, segundo boletim epidemiológico divulgado neste domingo (30) pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) (saiba mais aqui).

Histórico de Conteúdo