Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Sexta, 04 de Setembro de 2020 - 10:51

Coronel vai coordenar campanha de Isidorio e pretende mudar 'comportamento' do deputado

por Lucas Arraz / Ailma Teixeira

Coronel vai coordenar campanha de Isidorio e pretende mudar 'comportamento' do deputado
Foto: Lucas Arraz/ Bahia Notícias

Depois de abrir mão de sua candidatura à prefeitura de Salvador e emplacar sua esposa, Eleusa Coronel (PSD), como candidata à vice na chapa comandada pelo deputado federal Pastor Sargento Isidório (Avante), o senador Angelo Coronel (PSD) foi escolhido para ser o coordenador-geral da campanha dos dois. Ele vai assumir a missão de transformar a postura de Isidório, que se autointitula como o "doido". A chapa Isidório e Eleusa é apresentada na manhã desta sexta-feira (4) em um evento com a presença do governador Rui Costa.

 

"Ele não é mais doido, ele é doido por Salvador", defende Coronel. "Isidório é um ser muito polêmico, tanto é polêmico que isso somou até um percentual de votos em toda eleição que ele participou. Mas, evidente que quando nós fizemos essa junção, a gente estabeleceu algumas regras, não que ele perca sua identidade, mas para mudar porque todos nós sabemos que permanecendo como estava seria difícil aumentar a votação que ele sempre teve em Salvador", conta o senador, acrescentando que o trabalho será resumido em repassar "alguns conselhos" que o deputado, como um "ser inteligente", vai escutar.

 

De acordo com Coronel, o plano é fazer uma campanha política "diferente", que saia do modo "tradicional" para tentar vencer ainda no primeiro turno. Pesquisas realizadas até o momento, no entanto, mostram que a tendência é diferente. O vice-prefeito Bruno Reis (DEM), pré-candidato pelo grupo do prefeito ACM Neto (DEM), é disparado o preferido nas intenções de voto (veja aqui). Isidorio está na segunda posição, com praticamente metade do apoio.

Histórico de Conteúdo