Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Terça, 18 de Agosto de 2020 - 10:57

'Salvador Filmes': Neto anuncia criação de empresa municipal de produção audiovisual

por Bruno Luiz / Ailma Teixeira

'Salvador Filmes': Neto anuncia criação de empresa municipal de produção audiovisual
Foto: Reprodução / Cidade Satélite

Em mais uma rodada de anúncios com estímulos para a economia da capital baiana, o prefeito ACM Neto (DEM) divulgou a criação de uma empresa com o propósito de fomentar a produção audiovisual na cidade. A "Salvador Filmes", como foi batizada, visa fazer um diagnóstico da cadeia audiovisual; dar assistência a cineclubes que serão implantados pela Fundação Gregório de Mattos (FGM); criar um plano intersetorial para posicionar Salvador como destino privilegiado para produção audiovisual; ocupar e operacionalizar o escritório da empresa.

 

"Vamos ter o projeto 'Cinema na Praça', que vai levar para a praça pública a exibição de produções audiovisuais com parceria ou participação da Salvador Filmes", cita o prefeito ao elencar as atribuições da empresa, em coletiva de imprensa, na manhã desta terça-feira (18). O gestor acrescenta que a Salvador Filmes fará a qualificação profissional de pessoas da área, além de atuar para atrair investimentos para o setor.

 

Outras ações relacionadas indicam a implantação de uma plataforma digital do audiovisual de Salvador, com o intuito de agregar informações relativas a profissionais e fornecedores, núcleos criativos, editais e outras oportunidades de financiamento; criação de espaços e projetos de formação profissional; e elaboração de um plano para a inserção da cidade em acordos, protocolos, redes colaborativas e associações de film commissions e eventos nacionais e internacionais.

 

VIVA CULTURA

Na ocasião, Neto disse ainda que a prefeitura vai enviar um projeto de lei à Câmara Municipal de Salvador (CMS) para ampliar o "Viva Cultura", projeto de renúncia fiscal a projetos artísticos e culturais. O objetivo com isso é conceder benefício tributário equivalente a 90% do valor investido às empresas que apoiarem projetos culturais por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura. (Atualizada às 11h21)

Histórico de Conteúdo