Dono de empresa baiana César Roberto Santos Oliveira é condenado na Lava-Jato
Foto: Reprodução/ Bahia Vitrine

O empresário César Roberto Oliveira, sócio-administrador da empresa baiana GDK foi condenado por corrupção ativa na Operação Lava-Jato. A 13ª Vara Federal de Curitiba fixou o pagamento de uma multa no valor de cinco salários mínimos referente ao tempo dos crimes.

 

Também condenado, Renato Duque teve pena fixada em quatro anos e cinco meses de reclusão e noventa e sete dias-multa. "Face à capacidade econômica e carreira profissional de Renato de Souza Duque, o qual desempenhou o cargo de Diretor de Serviços da Petrobras, com remuneração expressiva, fixo o dia multa em 05 (cinco) salários mínimos ao tempo do fato delitivo", determinou o juiz segundo o R7.

 

Oliveira foi indiciado em 2016 (reveja aqui), quando segundo a Polícia Federal, os administradores da GDK deram como forma de pagamento um veículo Land Rover para Silvio Pereira, também condenado (relembre aqui), em troca de favorecimento da empresa na licitação do módulo 1 da Unidade de Tratamento de Gás de Cacimbas, localiza em Linhares, no Espírito Santo.

Histórico de Conteúdo