Neto anuncia 65 leitos de UTI; gestão conseguiu liberar uso do Hospital Salvador
Foto: Divulgação / SECOM

O prefeito de Salvador, ACM Neto, anunciou na manhã desta terça-feira (14), em entrevista à TV Bahia, que Salvador terá 65 novos leitos de UTI para a Covid-19, previstos para este mês. Pouco depois, em coletiva de imprensa, o prefeito falou em 75 novos leitos. Segundo o gestor, 10 deles vão ser implantados no Hospital Salvador, após a prefeitura conseguir a suspensão da liminar que embargava os leitos para pacientes com Covid-19.

 

"Havia uma discussão se poderia ou não usar o Hospital Salvador e isso foi bater na Justiça Federal, lá em Brasília, e nós conseguimos suspender uma liminar que, inicialmente, havia sido concedida pelo Tribunal Regional Federal. E agora nós pudemos usar também o Hospital Salvador, onde vamos incluir 10 novos leitos", disse.

 

De acordo o prefeito, a previsão é de que os leitos sejam instalados ainda na próxima semana. Com isso, a taxa de ocupação vai ser inferior a 75%, pré-requisito para que a primeira fase do plano de reabertura econômica no estado se inicie.

 

"Nós esperamos que até a próxima segunda-feira, 65 novos leitos de UTI entrem em funcionamento na nossa capital, e portanto, isso acontecendo, já na próxima semana, nós teremos uma taxa de ocupação inferior a 75%", indicou Neto, que projeta mais 24 leitos instalados nos próximos "15 a 20 dias". 

 

"Ainda teremos uma folga de respiradores para incluirmos 24 leitos ao longo dos próximos 15 a 20 dias. Então, são 65 imediatamente, podendo chegar a 85 ou 90 em até 15 dias. A gente vai ter uma folga, não tenho dúvida, que vai permitir reduzir ainda mais essa taxa de ocupação dos leitos de UTI, e assegurar a reabertura segura, responsável, e muitas atividades econômicas em nossa capital", explicou.

 

De acordo com o último boletim da Secretaria de Saúde da Bahia, a capital baiana tem 43.210 casos confirmados da Covid-19, com 1.441 óbitos.

Histórico de Conteúdo