Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Quarta, 24 de Junho de 2020 - 17:48

Olívia Santana e Niltinho oficializam chapa para disputar prefeitura de Salvador

por Matheus Caldas

Olívia Santana e Niltinho oficializam chapa para disputar prefeitura de Salvador
Foto: Divulgação

Os pré-candidatos a prefeito de Salvador, deputados estaduais Niltinho (PP) e Olívia Santana (PCdoB), formarão uma chapa. Só que a cabeça ainda não foi definida. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (24), por meio de entrevista coletiva virtual. 

 

Segundo o presidente estadual do PP, o vice-governador João Leão, não foi definido ainda quem será candidato a prefeito e quem ficará com o posto de vice na chapa. No entanto, isso deve ser definido “nos próximos dias”. “Para nós será uma honra muito grande marchar juntos. Não marchei junto na outra vez com Alice [Portugal]. Peço desculpas a ela. Não me lembro nem porque foi, mas você é uma figura importante”, indicou.

 

Segundo Olívia Santana, o anúncio da configuração de postos da chapa será feito na convenção partidária. “Na própria convenção, nós vamos anunciar como vai ficar a composição da chapa, até porque temos tempo para isso. Estamos com muita preocupação com o conteúdo da aliança política e a construção de maneira unificada. Vamos caminhando e até a convenção faremos esse anúncio”, explicou.

 

De acordo com Niltinho, as pesquisas irão influenciar nesta escolha. “Não tenha dúvida que a pesquisa irá pesar muito. Faremos uma avaliação criteriosa nesse sentido. O conhecimento de cada um dos candidatos vai pesar, paralelo a construção do programa, mas, com toda certeza, estamos com a cabeça focada nessa construção e para a gente será de fundamental importância os próximos passos”, pontuou.

 

O Senado aprovou na última terça-feira (23) o texto-base da proposta de emenda à Constituição (PEC) que adia as eleições municipais deste ano em razão da pandemia do novo coronavírus. Pelo calendário eleitoral, o primeiro turno está marcado para 4 de outubro, e o segundo, para 25 de outubro. A PEC em votação no Senado adia o primeiro turno para 15 de novembro, e o segundo, para 29 de novembro. 


As convenções partidárias, quando as legendas realizam a escolha dos candidatos, também foram alteradas, passando, segundo a proposta votada, a ser realizadas excepcionalmente este ano entre os dias 31 de agosto e 16 de setembro.

Histórico de Conteúdo