Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Prefeitura assume empresa de ônibus que opera na Estação Mussurunga e na Orla
Foto: Reprodução / Arquivo Correio

A concessionária de transporte público CSN teve a intervenção decretada na tarde deste sábado (20) pela prefeitura de Salvador. Segundo a gestão soteropolitana, a medida visa preservar cerca de quatro mil empregos, além de garantir a manutenção do transporte coletivo, serviço considerado essencial. Com 700 ônibus, a empresa – que opera 100% na Estação Mussurunga e na orla de capital baiana – será assumida pela prefeitura.

 

Em documento enviado à Semob (Secretaria de Mobilidade) e à Integra (Associação das Empresas de Transporte de Salvador), o presidente em exercício do Sindicato dos Rodoviários, Fábio Primo, afirmou que a CSN, de forma reiterada, estava descumprindo o acordo coletivo com a categoria, e atrasava constantemente o adiantamento salarial e o tíquete alimentação. “Felizmente houve a intervenção da Prefeitura na empresa porque a categoria estava mesmo disposta a paralisar todas as atividades a partir da 0h de amanhã (domingo)”, disse Primo.

 

Conforme o secretário de Mobilidade, Fábio Mota, a intervenção tem um significado ainda maior em meio à pandemia provocada pelo coronavírus. “A população que precisa sair para trabalhar, ir ao supermercado e comprar remédios, por exemplo, não pode ser prejudicada. Se houvesse a paralisação, milhares de pessoas teriam de enfrentar muitos problemas. A intervenção foi, de fato, a melhor solução para colocar um ponto final no impasse que ameaçava o emprego dos rodoviários”, disse Mota.

Histórico de Conteúdo