Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Após oferecer 'semente milagrosa', Valdemiro culpa 'Exu Corona' por não pagar aluguéis
Foto: Divulgação

Alvo de oito novas ações de despejo impetradas na Justiça do estado de São Paulo, a Igreja Mundial do Poder de Deus vem atrasando os pagamentos de locações de templos.

 

De acordo com a Veja, os valores cobrados variam de 30.000 a 1,3 milhão de reais. Na Justiça do Brasil todo, há outras dezenas de ações contra a instituição pela mesma razão.

 

Para justificar os atrasos, o líder religioso tem citado a crise causada pela Covid-19, chamando o vírus de "Exu Corona". Ele disse em culto na sede paulistana da Mundial que sofreu uma recente ordem de despejo no Paraná.

 

Ainda de acordo com a publicação, a Mundial tem o costume de firmar contratos com o pagamento adiantado de três aluguéis. "Mas depois, nada de dinheiro. A Mundial deixou de nos pagar os aluguéis bem antes da questão da Covid, mas só em abril demos entrada com a ação", disse o advogado Pedro Toloto, que representa uma proprietária lesada da cidade de Monte Mor, interior de São Paulo. 

 

Na semana passada, Valdemiro Santiago ganhou destaque por oferecer uma "semente milagrosa" por R$ 1 mil. Segundo ele, o uso pode deixar a pessoa totalmente livre da doença.

Histórico de Conteúdo