Bolsonaro chama de 'ilação' reações a vídeo em que apoia manifestação contra Congresso
Foto: Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) utilizou sua conta oficial no Twitter para se defender do que chama de "tentativas rasteiras de tumultuar a República". A postagem é uma clara alusão a repercussão negativa de um vídeo compartilhado pelo presidente via Whatsapp, em que reforça a convocação de ato contra o Congresso no próximo dia 15 de março.

 

O presidente contestou ainda a veracidade da repercussão e interpretação dos veículos de comunicação sobre o fato, afirmando que possui "35Mi de seguidores em minhas mídias sociais, c/ notícias não divulgadas por parte da imprensa tradicional". Presidente classificou como "ilação" qualquer conteúdo que circule fora da bolha digital em que circule seus seguidores. 

 

"Tenho 35Mi de seguidores em minhas mídias sociais, c/ notícias não divulgadas por parte da imprensa tradicional. No Whatsapp, algumas dezenas de amigos onde trocamos mensagens de cunho pessoal. Qualquer ilação fora desse contexto são tentativas rasteiras de tumultuar a República", escreveu.

 

Histórico de Conteúdo