Sem articulação, governo na AL-BA não vota urgência de empréstimo por falta de quórum
Foto: Mari Leal / Bahia Notícias

Por falta de quórum, a previsão de votação do requerimento de urgência do PL 23.747/2020 , que autoriza o poder Executivo a contratar crédito interno de R$ 250 milhões junto ao Banco do Brasil, foi frustada na tarde desta quarta-feira (12). 

 

A desarticulação da base do governo ficou evidenciada após manobra da oposição, que, por meio do líder em exercício, Paulo Câmara, ao perceber que a situação não possuía quantidade suficiente de deputados na Casa, pediu verificação de quorum de votação. Neste caso, era necessária a presença de 32 parlamentares. Após 25 minutos, tempo regimental para que os deputados se reapresentem, apenas 25 haviam registrado presença. 

 

O que se viu nesta tarde no Plenário da Casa legislativa foi, literalmente, uma corrida contra o tempo, com direito a contagem regressiva dos parlamentares da bancada de oposição que comemoraram o feito. 

 

Para os oposicionistas, o PL enviado pelo governador é " mais um pedido de cheque em branco" enviado à Casa, para o qual eles não irão colaborar. 

 

Finalizada a sessão, o líder do governo, Rosemberg Pinto (PT), minimizou a situação e disse que, durante o período em que se dava a verificação do quórum, acabou desistindo de apreciar o requerimento. A votacão será retomada na próxima segunda-feira (17).

 

 

Histórico de Conteúdo