Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Terça, 04 de Fevereiro de 2020 - 18:20

Imagens mostram mulher sendo agredida por policiais na Festa de Iemanjá; veja

por Jade Coelho

Imagens mostram mulher sendo agredida por policiais na Festa de Iemanjá; veja
Foto: Reprodução/Instagram

Imagens de um policial militar da Bahia agredindo uma mulher com cassetete vem circulando nas redes sociais e veículos de imprensa. De acordo com a GloboNews, o caso aconteceu na noite do último domingo (2), em que foi celebrado o Dia de Yemanjá, no bairro do Rio Vermelho, em Salvador. O vídeo mostra o momento em que um grupo com seis PMs se aproxima e um deles bate em uma jovem com o cassetete. A mulher chega a cair no chão, e é amparada por outros jovens. Em seguida ela levanta e recebe um tapa no rosto. Ainda é possível ver que pessoas em volta vaiam os policiais, que gritam com outra jovem que ela estaria errada e que "aqui é polícia" e ela "devia respeitar".

 

O Bahia Notícias entrou em contato da Polícia Militar, que informou, através de assessoria, que casos como esse dependem da Corregedoria e por enquanto não há informações e nem previsão de quando a instituição vai se pronunciar sobre o caso.

 

Outro caso em que um policial militar foi filmado por moradores do bairro de Paripe, no subúrbio ferroviário de Salvador, agredindo um jovem durante uma abordagem também começou a circular e virou notícia nesta terça-feira (4). O caso também aconteceu neste domingo (2), mas o vídeo começou a circular na segunda-feira (3) (leia mais aqui).

 

Após repercussão do caso de Paripe, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), disse que mandou punir o policial militar que agrediu o jovem. O petista apontou o episódio como "isolado" e afirmou que o caso de racismo é "inaceitável" (veja aqui). 

 

"Determinei apuração rigorosa e imediata da Corregedoria da Polícia Militar com as devidas punições legais aos responsáveis e divulgação para a sociedade das medidas adotadas. Para que esses casos isolados não possam continuar comprometendo a imagem da instituição", escreveu na rede social. "Como governador do Estado da Bahia não admito comportamento de violência policial como o ocorrido no vídeo que circula nas redes sociais. É inaceitável, inadmissível e não reflete o comportamento e os ideais da instituição", emendou.

 

Assista o vídeo:

 

Histórico de Conteúdo