Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Terça, 31 de Dezembro de 2019 - 14:40

Diretor da CSN admite que atual tarifa trouxe dificuldades para empresa

por Bruno Leite / Ian Meneses

Diretor da CSN admite que atual tarifa trouxe dificuldades para empresa
Foto: Bruno Leite / Bahia Notícias

Um dos membros do conselho diretor da Concessionária Salvador Norte (CSN), Marcelo Santana, garantiu que o ano de 2019 termina com o “compromisso cumprido” pela chegada dos 30 novos ônibus com ar-condicionado (relembre aqui). 

 

Presente no Jardim de Alah, nesta terça-feira (31), para a apresentação dos novos veículos, Santana justificou que a demora da chegada dos ônibus “se deu em função de aprovação de crédito e burocracia”. A CSN, dentre as três concessionárias que inclui Plataforma e OT Trans, foi a última a comprar veículos com ar-condicionado.

 

Marcelo também admitiu que este ano a CSN apresentou dificuldades relacionadas com a saúde financeira e o atual valor da tarifa. Ele, no entanto, se diz otimista para o próximo ano: “A CSN enfrentou dificuldades em 2019, mas encerra o ano com uma perspectiva muito positiva, com a reestruturação operacional e organizacional com todos nós muito animados para fazer um ano de 2020 muito melhor”.

 

Sobre o BRT, novo modal que será implementado na região onde abrange os ônibus da CSN, Santana garantiu que a empresa está apta na responsabilidade de garantir a qualidade do serviço. “A CSN já está preparada, somos mais de 4 mil funcionários, mais de 20 mil pessoas que vivem dela, temos uma frota de quase 900 ônibus em seis garagens. Vamos superar esses desafios e fazer a nossa parte”, finalizou.  

Histórico de Conteúdo