Descrentes com o governo, parlamentares desistem de cobrar liberação de recursos
Foto: Luis Macedo / Câmara dos Deputados

Desanimados com a falta de pagamento das emendas prometidas pelo governo federal, parlamentares desistiram de fazer suas cobranças no Palácio do Planalto. Eles estavam acostumados a fazer uma espécie de "romaria" aos ministérios entre os festejos de Natal e Ano Novo, a fim de angariar recursos para seus redutos eleitorais. No entanto, esse ano a situação foi diferente.

 

"Pescaria improdutiva", disse um líder que desistiu do apoio do governo ao blog Painel, da Folha de S. Paulo.

 

De acordo com a publicação, o Planalto até tem se esforçado para liberar os recursos prometidos no acordo que visava garantir a aprovação da reforma da Previdência. Na época, eles acordaram a distribuição de R$ 20 milhões por deputado.

 

Com isso, nessa quinta-feira (26), o ministro da Secretaria de Governo, o general Luiz Eduardo Ramos, se reuniu com o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, para empenhar as emendas previstas no orçamento da pasta.

Histórico de Conteúdo