Novo presidente da Odebrecht diz que Marcelo chantageou a empresa
Foto: Reprodução / G1

Ruy Sampaio, o novo presidente da Odebrecht S.A disse que o ex-presidente da empresa, Marcelo Odebrecht chantageou a companha em busca de "dinheiro e poder". Em entrevista dada ao Valor Econômico Sampaio disse que Marcelo recebeu R$ 240 milhões para assinar o acordo de colaboração com o Ministério Público Federal (MPF).

 

A delação de Marcelo era condição imposta para que as autoridades acatassem o acordo de leniência que a empresa buscava conseguir. O ex-presidente escreveu um bilhete e detalhou todas as condições que a empresa deveria garantir. O total dos depósitos somavam R$ 310 milhões. Marcelo destinou R$ 73 milhões as autoridades.

 

O novo presidente diz que "Marcelo é passado na organização e que precisa aceitar" esse fato. Marcelo teria sido o único a receber a quantidade maior que a multa. A empresa pagou a multa também dos outros delatores, totalizando R$ 550 milhões, de acordo com o Valor.

 

A saída de Luciano Guidolin e a chegada de Sampaio acontece logo no período de conflito entre Marcelo e o pai. Como foco, Sampaio deve encarar as investidas de Marcelo, que aumentaram quando saiu da prisão.

Histórico de Conteúdo