Após reunião com infratores ambientais, Salles suspende fiscalização na reserva ICMBio
Foto: Divulgação

Após participar de reunião com infratores ambientais, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, suspendeu a fiscalização dentro da Reserva Extrativista Chico Mendes (Resex), unidade de conservação no Acre. A reunião ocorreu no dia 6 de novembro em Brasília.

 

Dentre os participantes da reunião, está o autor de uma ameaça de morte contra um servidor do ICMBio. Um ex-procurador-geral de Justiça do Acre acusado de abrir uma estrada ilegal dentro da Reserva. Um condenado por desmatamento e uma fazendeira com um haras em uma unidade de conservação para servir a seringueiros.

 

A reserva, somente neste ano, perdeu 75,5 km² de floresta, de acorodo com o sistema Prodes do Inpe, com um aumento de 203% em relação ao último ano. 

 

De acordo com a Folha, a reunião foi intermediada por parlamentares acreanos - entre eles, a deputada federal Mara Rocha (PSDB). Junto com o senador Marcio Bittar (MDB-AC), ela prepara um projeto de lei para reduzir a Resex Chico Mendes, retirando da unidade de conservação áreas tomadas pela pecuária. Se aprovado, o texto pode beneficiar quatro dos infratores presentes no encontro com Salles.

Histórico de Conteúdo