Quinta, 28 de Novembro de 2019 - 20:15

Vice da OAB pede prudência e direito a defesa em investigação no TJ-BA

por Jade Coelho / Lucas Arraz

Vice da OAB pede prudência e direito a defesa em investigação no TJ-BA
Foto: Jade Coelho / Bahia Notícias

Vice-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Nacional, Luiz Viana pediu prudência nas investigações que apuram a existência de um esquema de venda de sentenças do Tribunal de Justiça da Bahia. O advogado falou durante anúncio da parceria do seu escritório com o de Mauro Menezes nesta quinta-feira (28). 

 

“Enxergo que as investigações precisam de prudência, garantia a ampla defesa e contraditório. É preciso aprofundar as investigações e chegar aos culpados pelos atos ilícitos”, falou Viana. O vice-presidente da OAB também comentou que é preciso inocentar quem seja inocente nas investigações. “Esperamos que o estado brasileiro, a Justiça federal e a polícia possam fazer um bom trabalho de investigação e efetivamente punir quem merece ser punido”, disse. 

 

As investigações no TJ-BA ocorrem no âmbito da operação Faroeste, que afastou magistrados por suposta venda de sentenças e tráfico de influência (leia mais aqui). 

Histórico de Conteúdo