Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Segunda, 21 de Outubro de 2019 - 21:47

'Acertado' para presidir AL-BA após Leal, Adolfo não crê em quebra de acordo

por Jade Coelho / Matheus Caldas

'Acertado' para presidir AL-BA após Leal, Adolfo não crê em quebra de acordo
Foto: Jade Coelho / Bahia Notícias

Acordado para suceder Nelson Leal (PP) na presidência da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Adolfo Menezes (PSD) crê que o acordo que possivelmente o colocará no cargo não vai ser quebrado pelos colegas de Casa (leia mais aqui). A declaração foi dada nesta segunda-feira (21), em Salvador.

“É claro que política se diz que é como uma nuvem, que você olha e está de um jeito e depois olha e está de outro. Mas acredito que a política é composta de homens. Então acredito que não haverá problema”, opinou, em entrevista ao Bahia Notícias.

Nos bastidores da AL-BA, há rumores de que aliados de Leal articulam para se aprovar um projeto a fim de a Casa voltar a ter reeleição para presidente. Neste cenário, o progressista poderia pleitear um novo mandato (leia mais aqui).

Adolfo, por sua vez, desconversou sobre o assunto, e disse que está desatualizado sobre os assuntos da Assembleia. “Eu estava viajando vendo o papa canonizar a Santa Dulce. Então, estou por fora dos últimos acontecimentos. Eu cheguei ontem. Antes de viajar, um mês atrás, a gente ouviu falar, mas acredito que isso seja mais boato da política em si. Acredito que o acordo está mantido e será honrado, até porque foi feito pela mais alta autoridade da Bahia que é o governador Rui Costa, junto com os principais partidos”, ponderou.


 



Histórico de Conteúdo