Segunda, 26 de Agosto de 2019 - 15:00

Mercado ainda não 'reagiu positivamente' à reforma da Previdência, diz presidente do Lide

por João Brandão / Rodrigo Daniel Silva

Mercado ainda não 'reagiu positivamente' à reforma da Previdência, diz presidente do Lide
Foto: João Brandão / Bahia Notícias

Presidente do Grupo de Líderes Empresariais da Bahia (Lide), Mario Dantas disse, nesta segunda-feira (26), que o mercado ainda não "reagiu positivamente" à reforma da Previdência, que foi aprovada na Câmara dos Deputados e está no Senado. O motivo principal? O empresário disse não se sabe. 

"A gente não está percebendo o mercado reagir tão positivamente. E temos que entender o que é isso, se é o cenário externo, se é [a crise da] Argentina, a instabilidade política institucional do Brasil", declarou, em entrevista ao Bahia Notícias, durante evento do Lide e BP Investimentos, em Salvador.

Mario Dantas ainda elogiou a proposta de reforma tributária do economista Bernard Appy, que acaba com três tributos federais - IPI, PIS e Cofins. Extingue o ICMS, que é estadual, e o ISS, municipal. Todos eles incidem sobre o consumo. Cria o Imposto sobre Operações com Bens e Serviços (IBS), de competência de municípios, Estados e União, além de um outro imposto, sobre bens e serviços específicos, esse de competência apenas federal.

"É a reforma que tramita com condições e está representando a melhor simplificação e otimização do sistema tributário", disse o chefe do Lide. 



Histórico de Conteúdo