BN/Paraná: Entre baianos, Bolsonaro perderia para Rui em 2022 e empataria com Haddad
Foto: Reprodução / Montagem / Agência Brasil / GOVBA

Se as eleições para presidente do Brasil de 2022 fossem hoje, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), sairia na frente de Jair Bolsonaro (PSL) na disputa pelo Palácio do Planalto. Pelo menos entre o eleitorado baiano.

 

Uma nova pesquisa do Instituto Paraná Pesquisas, em parceria com o Bahia Notícias, divulgada nesta sexta-feira (22), testou a intenção de votos do governador baiano em um cenário estimulado de 2022, em que são citados os candidatos aos entrevistados. 

 

Como candidato ao Planalto, Rui teria com o eleitorado baiano neste momento 32% dos votos contra 21,8% de Bolsonaro, que acabaria na segunda colocação. O cenário também testou Ciro Gomes (PDT), que terminou na terceira colocação com 18,6%, o governador de São Paulo João Dória (PSDB), que aparece na quarta colocação com 4,1%, e João Amoedo (Novo), com 3,5%. Candidato pelo PSOL em 2018, Guilherme Boulos ficou na última colocação neste cenário com 1,7%. 

 

 

Quando Rui é substituído por Fernando Haddad (PT), o ex-prefeito de São Paulo e candidato do PT em 2018 aparece empatado tecnicamente com o atual presidente. Neste cenário, Bolsonaro teria 22,9% e Haddad 22,8%. Com Haddad, Ciro Gomes, do PDT, fica também à frente pela margem de erro com 22,5%. Também pontuam na estimulada o governador de São Paulo João Doria (4,5%), João Amoedo (4%) e Guilherme Boulos (1,6%). 

 

 

A pesquisa ouviu 1544 eleitores da Bahia em 66 municípios durante os dias 17 a 21 de agosto. O nível de confiança é de 95% para uma margem estimada de erro de aproximadamente 2,5%. 

Histórico de Conteúdo