Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Sábado, 17 de Agosto de 2019 - 13:40

Fabrício Castro diz que parecer de Dodge sobre vagas de desembargadores 'não é coerente'

por Cláudia Cardozo / Jade Coelho

Fabrício Castro diz que parecer de Dodge sobre vagas de desembargadores 'não é coerente'
Foto: Paulo Victor Nadal/Bahia Notícia

Na avaliação do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil Seção Bahia (OAB-BA), Fabrício Castro, o parecer favorável de Raquel Dodge para a criação de 10 vagas de desembargadores no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) não é coerente.

 

"Após a decisão de fechar Comarcas por questões orçamentárias não é coerente que se aumente número de desembargadores", analisou Fabrício que chegou a chamar de "afronta" a decisão. "Isso seria uma afronta a milhares de cidadãos e advogados que estão prejudicados com o cada vez mais difícil acesso à Justiça", acrescentou o presidente da OAB-BA.

 

Ao Bahia Notícias Fabrício Castro garantiu que a Ordem pretende desenvolver "todos os esforços necessários" para que seja mantida a decisão que impede o aumento de desembargadores até que seja provido completamente o primeiro grau.

 

A procuradora-geral da república Raquel Dodge deu o parecer favorável pela nomeação neste sábado (17) (entenda melhor aqui). O pedido foi feito pelo Estado da Bahia contra a decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que determinou a suspensão do provimento das vagas, criadas em julho de 2018.

Histórico de Conteúdo