Delação de Dalva Sele foi homologada e está na gaveta da PGR; acordo atingiria PT-BA
Foto: Reprodução / Osmar Marrom / Jornal Correio

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, tem em sua gaveta uma delação que atingiria figuras conhecidas do PT da Bahia. De acordo com a revista Veja, Dalva Sele Paiva, dona de uma ONG que levava dinheiro de programas habitacionais no estado para os petistas baianos no governo de Jaques Wagner (PT), teve o acordo de delação homologado por Luiz Fux, no Supremo Tribunal Federal (STF), há meses.

 

Caso o acordo seja fechado pela PGR, a delação deve atingir nomes do PT baiano em cheio. Dalva Sele era presidente do Instituto Brasil quando acusou os petistas de desvio milionário de verba pública para área de habitação. Por acusar o então candidato ao governo Rui Costa de participar do esquema, Dalva Sele virou ré em ação por calúnia eleitoral (lembre aqui). 

 

O Instituto Brasil é uma ONG criada em 2008 e escolhida pelo governo Jaques Wagner para construção de 1120 casas populares para famílias de baixa renda (saiba mais aqui). 

Histórico de Conteúdo