Quarta, 19 de Junho de 2019 - 11:00

Coronel provoca Moro e pede acesso a registros do Telegram; ministro não responde

por Rodrigo Daniel Silva

Coronel provoca Moro e pede acesso a registros do Telegram; ministro não responde
Foto: Agência Senado

O senador Angelo Coronel (PSD-BA) provocou, nesta quarta-feira (19), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, que presta esclarecimentos na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), mas o ex-juiz federal não respondeu as perguntas do baiano.

Coronel indagou a Moro se lembrava das mensagens trocadas com o procurador do Ministério Público Federal (MPF), Deltan Dallagnol, e divulgadas pelo The Intercept Brasil. Neste momento, o senador baiano provocou o ministro ao dizer que é um "senhor jovem e deve ter boa memória".

O Coronel perguntou, ainda, se o ex-magistrado autorizava o Telegram (aplicativo que teria sido hackeado) a fornecer as mensagens. Ou se não poderia aconselhar Deltan a entregar o celular para obter as conversas. "Acredito que com essas atitudes acabariam com o sensacionalismo", frisou o senador. "Vossa excelência autoriza o Telegram a fornecer o conteúdo das mensagens?", questionou. 

Moro, porém, não respondeu as perguntas. Limitou-se a dizer que não tem as conversas do Telegram, pois, não usa o aplicativo desde 2017 e que apagou as mensagens porque o celular era barato, com 16 GB. "E não posso me recordar da natureza destas mensagens de três anos", pontuou.

Histórico de Conteúdo