Atos contra bloqueio de verbas da Educação devem ocorrer em pelo menos 8 cidades baianas
Foto: Ailma Teixeira / Bahia Notícias

Como o governo manteve o contingenciamento de verbas da Educação, os atos contra a medida estão confirmados nesta quinta-feira (30). Na Bahia, ao menos oito cidades terão protestos, de acordo com a União Nacional dos Estudantes (UNE). A entidade está à frente da organização.

 

Os atos estão agendados desde o último dia 15, quando ocorreu a primeira rodada de manifestações nas maiores cidades do Brasil (veja aqui), mas foram inflamados pelos atos pró-governo (veja aqui), ocorridos no último domingo (26). A motivação continua sendo o bloqueio de R$ 5,8 bilhões das verbas discricionárias das universidades e institutos federais de ensino, anunciado em abril pelo Ministério da Educação.

 

Ao considerar apenas as universidades brasileiras, a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) indica que o corte é de R$ 98,73 milhões, sendo a Universidade Federal do Sul da Bahia a entidade mais afetada, com o corte de R$ 17,01 milhões, o equivalente a 53,96% do orçamento previsto.

 

Na Universidade Federal da Bahia (Ufba), o bloqueio foi de R$ 54,22 milhões, que representa 27,13% das despesas discricionárias; na Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob), R$ 11,17 milhões, ou seja, 36,05% do orçamento foi bloqueado; e na Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB), R$ 16,33 milhões ou 31,98%.

 

Confira os horários e postos de concentração das manifestações nos municípios baianos:

Salvador - Praça do Campo Grande, às 10h

Paulo Afonso - Praça da Tribuna, às 17h30

Irecê - Centro (em frente ao Banco do Brasil), às 8h

Jequié - Em frente à Câmara dos Vereadores, às 15h

Serrinha - Praça Luís Nogueira, às 7h30

Feira de Santana - Praça Tiradentes, às 8h30

Valente - Praça do Forródromo, às 8h30

Juazeiro - Em frente ao INSS, às 15h

Histórico de Conteúdo