Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Coreia do Norte distribui 300g diários de alimentos, segundo ONU
Foto: Reprodução / G1

A Coreia do Norte reduziu as rações que entrega à população ao nível mais baixo e pode ser forçada a cortar caso não receba ajuda internacional, revelou a ONU, segundo a Folha de São Paulo.

 

Cerca de 10,1 milhões de norte-coreanos, 40% da população, sofrem com a falta de alimentos após a pior colheita em uma década no país, segundo a Organização da ONU para Alimentação e Agricultura (FAO), e Programa Mundial de Alimentos.

 

"Isso é preocupante, porque muitas comunidades já são extremamente vulneráveis, e os futuros cortes às já reduzidas rações de comida poderiam levá-los a uma profunda crise de fome", explicou Nicolas Bidault, codiretor da missão.

 

As famílias comem poucas proteínas e se alimentam maior parte do ano de uma dieta com base em arroz e kimchi, uma receita de vegetais fermentados.

Histórico de Conteúdo