Após 'ataques deliberados' do Prefeito de Nova York, Bolsonaro desiste de viagem aos EUA
Foto: Marcos Corrêa / PR

O presidente da República Jair Bolsonaro decidiu cancelar a viagem agendada para Nova York, onde seria homenageado pela Câmara de Comércio Brasil-Estado Unidas. A homenagem foi alvo de críticas e desistências por parte dos locais que sediariam a cerimônia de homenagem.

 

O cancelamento da viagem foi divulgado através de nota nesta sexta-feira (3) pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência.

 

"O Presidente da República agradece a homenagem proposta pela Câmara de Comércio Brasil-EUA, ao escolhê-lo 'Personalidade do Ano de 2019'. Entretanto, em face da resistência e dos ataques deliberados do Prefeito de Nova York e da pressão de grupos de interesses sobre as instituições que organizam, patrocinam e acolhem em suas instalações o evento anualmente, ficou caracterizada a ideologização da atividade. Em função disso, e consultados vários setores do governo, o Presidente Bolsonaro decidiu pelo cancelamento da ida a essa cerimônia e da agenda prevista para Miami", diz a nota.

Histórico de Conteúdo