Governo divulga nova lista suja do trabalho escravo com 202 empregadores
Foto: Reprodução / EBC

Uma lista de empresas que submeteram trabalhadores a condições análogas à escravidão, a "lista suja do trabalho escravo", foi divulgada nesta quarta-feira (3) pela Secretaria de Inspeção do Trabalho, ligada ao Ministério da Economia.

 

Na atualização constam 202 empresas. A anterior havia sido divulgada em outubro do ano passado e constavam 209 empregadores. Todos os nomes que constam na lista foram autuados por trabalho análogo ao de escravo por auditores fiscais. As empresas ainda tiveram o direito de recorrer em duas instâncias administrativas dentro do órgão, mas perderam.

 

A nova lista indicou uma maior incidência de casos no estado de Minas Gerais, com 49 registros, e no Pará, com 22. Outros 18 estados possuem empregadores na lista.

Histórico de Conteúdo