TJ-BA libera AL-BA para licitar nova empresa de alimentação após suspensão de contrato
Foto: Divulgação / Vaner Casaes / ALBA

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) derrubou uma liminar que obrigava a Assembleia Legislativa (AL-BA) a estender o contrato com a Elasa Elo Alimentação. 

 

A empresa deveria fornecer a alimentação de deputados e servidores da Casa até abril deste ano, mas teve contratação encerrada por Angelo Coronel (PSD) em dezembro. O senador eleito, enquanto presidente, resolveu lançar nova licitação na época para contratação emergencial com a Adam Pereira Bordoni EDP.

 

A empresa, no entanto, estava desclassificada no processo licitatório, o que motivou o questionamento da Elasa no Judiciário. Na decisão assinada pelo presidente Gesivaldo Britto e divulgada no Diário Oficial desta sexta-feita (1°), a AL-BA fica liberada para firmar o contrato com a Adam. 

Histórico de Conteúdo