Criminosos usam explosivo em ponte em 12° dia de ataques no Ceará
Foto: Reprodução / G1

A madrugada deste domingo (13) foi marcada por novos ataques de membros de facções criminosas no Ceará. Os alvos dos grupos que reagem a nomeação de André Costa para a Secretaria de Segurança Pública do estado foram uma ponte na BR-116, na Grande Fortaleza. O local foi interditado. 

 

De acordo com o G1, ainda não há informação sobre a dimensão do dano. No interior e na capital, veículos foram incendiados. Não há informações de feridos. Até a última atualização desta reportagem, ninguém havia sido preso pelos crimes.

 

Este domingo marca o 12º dia da onda de violência. O governo do Ceará anunciou medidas para tornar mais rigorosa a fiscalização nos presídios, o que também ajudou a causar a reação por parte das facções. No sábado, eles derrubaram uma torre de transmissão de energia elétrica, após detonarem bombas, e explodiram uma concessionária de veículos.

 

Na Assembleia Legislativa de lá, Deputados estaduais aprovaram um pacote de medidas no sábado (12) com o objetivo de combater a onda de crimes. Uma dessas medidas é a Lei da Recompensa, que paga em dinheiro quem denunciar autores de ataques. Também no sábado, a polícia apreendeu cinco toneladas de explosivos no Bairro Jangurussu, na periferia de Fortaleza.

 

Durante o período de caos já foram registradas 198 ações violentas em 43 municípios. Mais 300 suspeitos foram presos, segundo a Secretaria da Segurança do Ceará. O Ministério da Justiça confirmou também a transferência de 35 chefes de facção que ordenaram os ataques. Eles serão levados a presídios federais.

Histórico de Conteúdo