Defesa de João de Deus pede ao Supremo desistência de habeas corpus
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A defesa do médium João de Deus pediu, nesta sexta-feira (11), um pedido de desistência do habeas corpus. Ao G1, o advogado do médium, Antônio Carlos de Almeida, disse que se trata de uma "estratégia de defesa".

"Como a liminar no Supremo não foi decidida, resolvemos esperar o trâmite normal do habeas corpus no Tribunal de Goiás. O recesso em Goiás já terminou e as sessões estão ocorrendo normalmente", afirmou.

João de Deus está preso por suspeita de abusos sexuais  no Núcleo de Custódia de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. 

Histórico de Conteúdo