Sexta, 02 de Novembro de 2018 - 00:00

Muniz abre diálogo com partidos para sair do PHS e ameaça levar base com ele

por Lucas Arraz

Muniz abre diálogo com partidos para sair do PHS e ameaça levar base com ele
Foto: Lucas Arraz / Bahia Notícias

Junior Muniz, presidente do PHS na Bahia, aproveitou uma visita que fez à Assembleia Legislativa (AL-BA) nesta semana, sua nova casa a partir de 2019, para anunciar outra novidade: o deputado estadual eleito pode sair da legenda que preside no estado em breve. 

 

Há um ano envolvido em uma briga judicial com o presidente nacional do PHS, que já fez com que Muniz deixasse a presidência da legenda diversas vezes (entenda mais aqui), o dirigente estadual decidiu abrir diálogo com outros partidos, mirando uma nova filiação. 

 

“Se continuar dessa forma, terei que sair do partido e aceitar o convite feito por outra agremiação. Se acontecer uma derrota na Justiça, nós temos que sair do partido”, comentou. A derrota, citada pelo parlamentar eleito, remonta a uma possível decisão da Justiça de reconduzir Eduardo Machado à direção nacional do PHS. Como feito anteriormente, Machado poderia tirar Muniz da presidência da sigla na Bahia. 

 

Na base de Rui Costa (PT), mas com 4 vereadores ligados a ACM Neto (DEM) em Salvador, o deputado estadual eleito sugere que o movimento de mudar de partido ao lado de aliados poderia isolar os edis da capital baiana. “Os membros do PHS em todo o estado estão comigo. Apenas os vereadores de Salvador não, mas a base que elegeu eles na cidade está comigo e muda comigo”, garantiu. 

 

O futuro incerto do PHS-BA ainda envolve outra variável. Por não ter ultrapassado a cláusula de barreira em 2018, a sigla pode se fundir, em breve, com o PRP e o PMN (veja aqui). Sobre o assunto, Muniz comenta: “Estou em contato com a [executiva] nacional, mas espero o fim do imbróglio político para decidir [o futuro]”. De todos os caminhos possíveis, o PHS como é conhecido hoje no estado está ameaçado. 

Histórico de Conteúdo