Justiça Eleitoral arquiva inquérito contra Antonio Brito por receber caixa 2 da Odebrecht
Foto: Lucio Bernardo Jr./ Câmara dos Deputados

A Justiça Eleitoral da Bahia arquivou o inquérito que investigava o deputado federal Antonio Brito (PSD-BA) por suposto recebimento de R$ 100 mil via caixa 2, por meio de repasses da empreiteira Odebrecht, para a campanha de 2010. 

 

Em decisão na última segunda-feira (24), o juízo da 6ª Zona Eleitoral, acolheu o posicionamento do Ministério Público, no sentido de arquivar o inquérito, sob o fundamento de que "inexiste prova material de que o Sr. Antonio Brito recebeu dinheiro da Odebrecht, em caixa 2, sem declarar à Justiça Eleitoral".

 

Em maio deste ano, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), havia ordenado o envio do inquérito contra o deputado federal Antonio Brito (PSD-BA) para a Justiça Eleitoral da Bahia (relembre). Além disso, determinou o arquivamento e a exclusão do nome do vereador Edvaldo Brito, pai de Antonio, do mesmo inquérito.

Histórico de Conteúdo