Ex-mulher denunciou ao Itamaraty ter sofrido ameaça de morte de Bolsonaro
Foto: Wilson Dias/ Agência Brasil

A ex-mulher de Jair Bolsonaro (PSL), Ana Cristina Valle, denunciou ao Itamaraty em 2011 ter sofrido ameaças de morte do atual candidato à Presidência da República. De acordo com informações divulgadas pela Folha de S. Paulo, a informação foi registrada em um telegrama reservado arquivado no órgão.

 

“A senhora Ana Cristina Siqueira Valle disse ter deixado o Brasil há dois anos [em 2009] ‘por ter sido ameaçada de morte’ pelo pai do menor [Bolsonaro]. Aduziu ela que tal acusação poderia motivar pedido de asilo político neste país [Noruega]”, relata o documento. Na época, Ana Cristina e Bolsonaro estavam em uma disputa judicial sobre a guarda do filho deles, então com 12 anos.

 

Ainda segundo a Folha de S. Paulo, Ana Cristina é candidata a deputada federal pelo Podemos e usa o nome "Bolsonaro". Ela apoia a campanha do ex-marido à Presidência da República e disse ter "superado" o episódio na Noruega.

Histórico de Conteúdo