Itaú e Bradesco devem liberar até R$ 2,8 bilhões à Odebrecht
Foto: Divulgação

A Odebrecht requereu um novo empréstimo, entre R$ 2,6 bilhões e R$2,8 bilhões e está em negociação com os bancos. De acordo com a coluna Economia & Negócios, do jornal Estadão, o recurso será utilizado para que a empresa honre seus compromissos financeiros. Os recursos serão liberados pelo Itaú Unibanco e Bradesco em duas fatias. A primeira será de R$ 1,7 bilhão a R$ 1,8 bilhão. O Banco do Brasil, no entanto, irá manter a preferência nas ações da Braskem, da Odebrecht, em uma fatia de sua exposição ao grupo que já lhe garantia senioridade.

Histórico de Conteúdo