Rejeição de caciques do PSDB é superior a índice de Lula, aponta pesquisa
Foto: Reprodução / Notibras

Um dos nomes mais cotados para assumir a presidência do país em 2018, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) costuma apresentar também altos índices de rejeição. Ainda assim, caciques do PSDB como Aécio Neves (MG), José Serra (SP), Fernando Henrique Cardoso (SP) e Geraldo Alckmin (SP) possuem uma imagem ainda mais desgastada que a do petista, segundo apresentado pela pesquisa Ipsos. O ranking da desaprovação, divulgado pelo jornal O Estado de S. Paulo, mostra o presidente Michel Temer (PMDB) na liderança, com 93% de rejeição. O peemedebista é seguido por Aécio com 91%. Ex-ministro das Relações Exteriores, Serra é o próximo tucano a surgir na lista com 82% de rejeição. Na sequência, vem o ex-presidente FHC com 73%. Já Lula, de acordo com o levantamento, é rejeitado por 66% dos brasileiros. Novato na política, o prefeito de São Paulo, João Doria, registra 52% de rejeição. No entanto, Doria é considerado como desconhecido o suficiente para ser avaliado por 28% dos eleitores.  A lista analisou ainda nomes como o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), a ex-presidente Dilma Rousseff (PT), o presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ), o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), o apresentador Luciano Huck e outras personalidades relacionadas à política brasileira.

Histórico de Conteúdo