Autoridades da Flórida investigam se ataque a tiros no aeroporto foi ação terrorista
Foto: Reprodução / CNN
Autoridades da Flórida, nos Estados Unidos, investigam a possibilidade de o ataque a tiros no aeroporto de Fort Lauderdale ter sido uma ação terrorista. O veterano de guerra Esteban Santiago, autor dos disparos, já foi interrogado e deve responder por crimes federais. De acordo com O Globo, ele teria despachado uma pistola semiautomática de calibre 9 milímetros em um voo que vinha do Alasca. Após recuperar a bagagem no carrossel, ele carregou a arma e começou a atirar indiscriminadamente. Cinco pessoas morreram, oito foram baleadas e dezenas sofreram ferimentos menores por causa do pânico gerado. De acordo com George Piro, agente especial do FBI, Santiago desembarcou às 13h de sexta e, entre 2007 e 2016, serviu à Guarda Nacional em Porto Rico e no Alasca, sendo enviado para o Iraque entre 2010 e 2011. Durante os serviços prestados às forças armadas americanas, Santiago recebeu meia-dúzia de medalhas antes de ser transferido para a reserva, em agosto do ano passado. Em novembro, ele chegou a procurar um escritório do FBI em Anchorage, no Alasca, com comportamento errático e foi encaminhado para a polícia local. De lá, Santiago foi levado para um hospital para análise de saúde mental.

Histórico de Conteúdo